Acentuação

Em se tratando de acentuação, devemos nos ater à questão das novas regras ortográficas da Língua Portuguesa, as quais entraram em uso desde o dia 1º de janeiro de 2009. Como toda mudança implica adequação, o ideal é que façamos uso das novas regras o quanto antes.
O estudo exposto a seguir visa a aprofundar seus conhecimentos no que se refere à maneira correta de grafar as palavras, levando em consideração as regras de acentuação e o que foi proposto pelo novo acordo ortográfico.

Acentuação tônica

acentuação tônica refere-se à intensidade em que são pronunciadas as sílabas das palavras. Aquela que é pronunciada de forma mais acentuada é a sílaba tônica. As demais, como são pronunciadas com menos intensidade, são denominadas de átonas.

De acordo com a tonicidade, as palavras são classificadas como:

  • Oxítonas: são aquelas cuja sílaba tônica recai sobre a última sílaba.

Ex.: café – coração – cajá – atum – caju – papel

  • Paroxítonas: são aquelas em que a sílaba tônica evidencia-se na penúltima sílaba.

Ex.: útil – tórax – táxi – leque – retrato – passível

  • Proparoxítonas: são aquelas em que a sílaba tônica evidencia-se na antepenúltima sílaba.

Ex.: lâmpada –  câmara –  tímpano – médico – ônibus

Acentuação gráfica

Regras fundamentais:

  • Proparoxítonas: todas são acentuadas. Ex.: analítico, hipérbole, jurídico, cólica.
  • Palavras oxítonas: acentuam-se todas as oxítonas terminadas em “a”, “e”, “o”, “em”, seguidas ou não do plural(s). Ex.: Pará – café(s) – cipó(s) – armazém(s)

Essa regra também é aplicada aos seguintes casos:

→ Monossílabos tônicos terminados em “a”, “e”, “o”, seguidos ou não de “s”.

Ex.: pá – pé – dó –  há

→ Formas verbais terminadas em “a”, “e”, “o” tônicos seguidas de lo, la, los, las.

Ex.: respeitá-lo – percebê-lo – compô-lo.

  • Paroxítonas:  Acentuam-se as palavras paroxítonas terminadas em:

 i, is

Ex.: táxi – lápis – júri

→ us, um, uns

Ex.: vírus – álbuns – fórum

 l, n, r, x, ps

Ex.: automóvel – elétron – cadáver – tórax – fórceps

 ã, ãs, ão, ãos 

Ex.: ímã – ímãs – órfão – órgãos

→ Ditongo oral, crescente ou decrescente, seguido ou não de “s”.

Ex.: água – pônei – mágoa – jóquei

Regras especiais:

→ Os ditongos de pronúncia aberta “ei”, “oi”, que antes eram acentuados, perderam o acento com o Novo Acordo. Veja na tabela a seguir alguns exemplos:

ANTES AGORA
Assembléia Assembleia
Idéia Ideia
Geléia Geleia
Jibóia Jiboia
Apóia (verbo apoiar) Apoia
Paranóico Paranoico

→ Quando “i” e “u” tônicos formarem hiato com a vogal anterior, acompanhados ou não de “s”, desde que não sejam seguidos por “-nh”, haverá acento:

Ex.: saída – faísca – baú – país – Luís

Observação importante:

→ Não serão mais acentuados “i” e “u” tônicos formando hiato quando vierem depois de ditongo:

ANTES AGORA
Bocaiúva Bocaiuva
Feiúra Feiura
Sauípe Sauipe

 

→ O acento pertencente aos hiatos “oo” e “ee” foi abolido.

ANTES AGORA
crêem creem
lêem leem
vôo voo
enjôo enjoo

 

→ Não se acentuam as vogais “i” e “u” dos hiatos se vierem precedidas de vogal idêntica:

Ex.: xi-i-ta, pa-ra-cu-u-ba .

No entanto, em se tratando de palavra proparoxítona, haverá o acento, já que a regra de acentuação das proparoxítonas prevalece sobre a dos hiatos:

Ex.: fri-ís-si-mo, se-ri-ís-si-mo

→ As formas verbais que possuíam o acento tônico na raiz com “u” tônico precedido de “g” ou “q” e seguido de “e” ou “i” não serão mais acentuadas.

ANTES AGORA
apazigúe (apaziguar) apazigue
averigúe (averiguar) averigue
argúi (arguir) argui

 

→ Acentua-se a 3ª pessoa do plural do presente do indicativo dos verbos ter e vir e dos seus compostos (conterreter, advirconvir etc.).

SINGULAR PLURAL
ele tem eles têm
ele vem eles vêm
ele contém eles contêm
ele obtém eles obtêm
ele retém eles retêm

 

→ Não se acentuam mais as palavras homógrafas para diferenciá-las de outras semelhantes. Apenas em algumas exceções, como:

  • A forma verbal pôde (terceira pessoa do singular do pretérito perfeito do modo indicativo) ainda continua sendo acentuada para diferenciar-se de pode (terceira pessoa do singular do presente do indicativo). O mesmo ocorreu com o verbo pôr para diferenciá-lo da preposição por.

Exemplos de palavras homógrafas:

  • pera (substantivo) – pera (preposição antiga)
  • para (verbo) – para (preposição)
  • pelo(s) (substantivo) – pelo (do verbo pelar)

 

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/acentuacao.htm